SEMINÁRIO DA IMIGRAÇÃO ITALIANA TERÁ TRANSMISSÃO ON LINE

(na foto uma imagem de Andradas em 1940) A programação, que destaca o agriturismo italiano, será marcada por palestras, show, passeios culturais e uma homenagem aos descendentes  anciãos. Debates e mesas terão transmissão ao vivo.

O Seminário da Imigração Italiana em Minas Gerais acontece, pela primeira vez, em uma cidade do Sul do Estado. Andradas, na divisa de Minas com São Paulo, sedia o evento entre os dias 20 e 22 de setembro. 

Este ano, o tema do Seminário será “História, patrimônio cultural, agricultura familiar e turismo”, buscando explorar, além do resgate das raízes italianas dos descendentes, algumas das potencialidades próprias da região.

O evento tem início no dia 20, sexta, com uma excursão organizada, que visitará alguns dos principais pontos de Andradas e região, que guardam traços indeléveis da influência cultural, social e econômica que a Itália tem sobre tantos aspectos do cotidiano brasileiro. Na sequência, ainda no dia 20, será feita uma homenagem oficial aos descendentes mais anciãos que residem no município. São eles que trazem na memória a história oral de seus antepassados.

No sábado e no domingo o evento apresentará as palestras e mesas redondas transmitidas ao vivo pelos canais do Seminário, no Youtube e Facebook, e na nossa pagina facebook Itália em Minas Gerais.

O destaque fica por conta dos convidados internacionais: os italianos Saverio Senni, que vem para o seminário, e Carlo Haussman, que apresenta videoconferência ao vivo direto da Itália. Ambos irão debater sobre uma modalidade turística muito em voga na Itália e que tem grande potencial de se desenvolver no Brasil: o agroturismo. Parceiros profissionais, Senni e Haussman são especialistas no tema, que envolve ciências agrárias, desenvolvimento rural e turismo sustentável.

O modelo italiano de agroturismo oferece turismo rural, mas também outras formas voltadas para os alunos das escolas ou para pessoas que enfrentam dificuldades de inserção social.

Os palestrantes explicarão as políticas públicas implementadas na Itália para favorecer o desenvolvimento do agroturismo que conta atualmente com 32.000 empresas, em sua maioria pequenas ou médias fazendas familiares.

O evento contará também com o professor e pesquisador Carlos Rovaron, que é natural do município e autor do ensaio “História da Imigração Italiana em Andradas”, e com estudiosos e descendentes de imigrantes italianos de Andradas e das cidades vizinhas, empenhados em documentar a importante passagem dos imigrantes italianos pela região; muitos deles vieram para trabalhar nas lavouras de café, e, aos poucos, se tornaram produtores e comerciantes.

Rovaron ministrou, entre os dias 22/08 e 11/09, um minicurso sobre as relações entre o fim da escravidão, o ciclo do café e a imigração italiana na região, como parte da programação prévia do Seminário. O minicurso, em parceria com o também pesquisador Domingos Giroletti, teve inscrições esgotadas. 

No sábado 21 Rovaron apresentará uma palestra e participará, junto com o professor Francisco de Assis Carvalho e a pesquisadora Lucimar Therezinha Grizendi, da mesa“A Saga da Imigração Italiana em MG”. 

Haverá, também, palestras que resgatam a genealogia e a história de famílias residentes na região, como a que trata da família Croquichio, ministrada por José Lucas de Lima, natural de Andradas e bisneto de italianos, e a palestra da arquiteta Letícia Siqueira Loiola, sobre a trajetória do construtor italiano Manuel Zuanella, um dos principais projetistas de obras públicas em Poços de Caldas no início do século XX.

A manhã do sábado oferecerá o ciclo de mesas-redondas “Capital Social, Associativismo e Participação Feminina”. O debate trará a historiadora Sandra Nicoli, a engenheira agrônoma Priscila Carolina Ricci e o agricultor orgânico Jonathas Carlos Galdino.

Integram a programação: uma mostra de artesanato feito por produtoras locais; uma degustação de cafés orgânicos da região, cujos produtores se organizam em uma rede de famílias e cooperativas sustentáveis; o show “Viaggio”, com os músicos e cantores italianos Claudio Mattioli e Massimiliano Barbolini. O espetáculo, promovido pelo Consulado da Itália em Belo Horizonte, acontece no Clube Rio Branco, domingo, às 17h. A entrada é 1 kg de alimento não perecível.

O Seminário é organizado pela associação Ponte entre Culturas, em parceria como Circolo Italiano di Andradas, a Prefeitura Municipal de Andradas, o Consulado da Itália em BH e o Ministério da Cidadania, contando com recursos da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

Toda a programação será gratuita, mediante inscrição. Informações detalhadas do Seminário no site do evento: ponteentreculturas.com.br/seminario2019

MATÉRIAS CORRELATAS:


NOSSO PATROCINADORES

0 Comments

Leave a Comment

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password